★ Johnnys no Brasil ★
 
InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 [END] - Rendição

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 6 ... 9, 10, 11 ... 13 ... 17  Seguinte
AutorMensagem
MiiHirano95
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1217
Idade : 23
Localização : MOGI DAS CRUZES -SP
Unit Favorita : NEWS
Data de inscrição : 16/03/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 08, 2009 2:01 am

uau, a melanie ainda vai descobrir que gostado aiba =d


Citação :
O cão então baixou novamente a cabeça, e dormiu sereno, totalmente tranqüilo... Estava satisfeito... Seu pai estava feliz.
AAAAAAAAAAAAAA, QUE LIINDO *-* o junior é mt mt lindo

ameei


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 08, 2009 3:11 am

Bah Wakabayashi escreveu:
primeira a comentar dessa veeeez

capitulo curisoso...

essa melayne é muito estranha ¬¬ to sentindo cheiro de problemas no ar...

Aiba-chan está revoltado com Sho... mas não acho que isso dure muito tempo ¬¬

Josy se a Audrey fizer alguma coisa com o nosso rapper vc vai se ver comigo ò.Ó tah eu sei que ele tah pagando pelo o que ele fez com o Aiba e taaaaaaalz mas naum judia muito dele naum '-'

Momentos Ohmiya *--------* taaum lindos e tauuuuum pervetidos

amo do mesmo jeito <3

Citação :
O cão então baixou novamente a cabeça, e dormiu sereno, totalmente tranqüilo... Estava satisfeito... Seu pai estava feliz.

eu quero o junior pra mim... me dah ele de natal ? XD


Nem preciso dizer que o capitulo foi otimo e que eu amei né

<3

Bahhhh
amor, pois é...isso ainda vai me dar um trabalhao enorme...mas eu pretendo revelar logo o pq desse nervoso da Melanie...
E ela vai se apaixonar pelo Aiba (se é q ja nao tah)...
Sho e Aiba terao momentos tensos no prox. cap... mtas meninas vao roer as unhas...hehehe

Ohmiyaaaa..amoooo de paixao^^
Eu tambem quero um juniorrr
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 08, 2009 3:12 am

MiiHirano95 escreveu:
uau, a melanie ainda vai descobrir que gostado aiba =d


Citação :
O cão então baixou novamente a cabeça, e dormiu sereno, totalmente tranqüilo... Estava satisfeito... Seu pai estava feliz.
AAAAAAAAAAAAAA, QUE LIINDO *-* o junior é mt mt lindo

ameei

Smile
Simmmm flor... Junior é um amor... eu adoraria ter um ... tenho dois, mas de serenos, minhas cadelas nao tem nada...sou mto bagunceiras...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
yumichan
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1126
Idade : 25
Localização : São Paulo
Unit Favorita : NEWS, Hey!Say!JUMP, KAT-TUN, Arashi, Kanjani8 ...
Data de inscrição : 08/12/2008

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 08, 2009 5:21 am

Muito meigo o Junior!aushuashuashuashuashas
*adoroooo*
esse capitulo me deixou com varias duvidass!hehehehehe
*esperando o proximo capitulo*
^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 08, 2009 6:25 pm

yumichan escreveu:
Muito meigo o Junior!aushuashuashuashuashas
*adoroooo*
esse capitulo me deixou com varias duvidass!hehehehehe
*esperando o proximo capitulo*
^^

OLAAA
Flor, realmente, Junior é um cao dos sonhos..hehehe
Espero que os prox. cap t ajudem a solicionar as duvidas..kkk
Bjs
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
Nara
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 2833
Idade : 33
Localização : São Paulo/SP
Emprego/lazer : bióloga
Unit Favorita : NewS, Arashi, Kanjani8, V6
Data de inscrição : 26/05/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 08, 2009 8:18 pm

Ow Aiba tao fofo agir dessa maneira c/ a Melanie *-------*
msm q ela nao mereça *hunf*.
Ah ms é claro q ela teria q se apaixonar pelo Aiba rs
gente, cmo nao amar o Aiba? *-*
Aiai essa Audrey ¬¬
dessa dai ja espero d td, do jeito q é.
Ow mais momentos tensos d Sakuraiba? o.O
aii assim meu coraçaozinho nao aguenta.
Sem comentarios p/ o momento Ohmiya
simplesmente lindos demais *--------*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://micellanews.blogspot.com/
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 08, 2009 9:18 pm

Nara escreveu:
Ow Aiba tao fofo agir dessa maneira c/ a Melanie *-------*
msm q ela nao mereça *hunf*.
Ah ms é claro q ela teria q se apaixonar pelo Aiba rs
gente, cmo nao amar o Aiba? *-*
Aiai essa Audrey ¬¬
dessa dai ja espero d td, do jeito q é.
Ow mais momentos tensos d Sakuraiba? o.O
aii assim meu coraçaozinho nao aguenta.
Sem comentarios p/ o momento Ohmiya
simplesmente lindos demais *--------*

Florrrr
Realmente eu nao posso culpar a Melanie por amar o Aiba. Qualquer mulher do mundo se apaixonaria por ele, um homem delicado, sensivel, humano, maravilhoso... lindo... ai ai... hehehehe

Adoro escrever esses momentos Ohmiya... e agora que a atenção de Audrey está voltada em Sakuraiba, eu poderei escrever várias cenas assim^^
Mtoo obrigada pelo comentario amor^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 15, 2009 1:43 am

Rendição

Capítulo XXIII

Por Josiane Veiga



Eram exatas seis horas da manhã quando Masaki Aiba chegou ao estúdio. O movimento de vai e vem das pessoas que circulavam pelos corredores extensos do canal de televisão dava a impressão de que não fosse tão cedo. Assim como Aiba, muitos dos funcionários gostavam de começar seu dia ao nascer do sol, e outros tantos trabalhavam de madrugada, já que a televisão ficava em transmissão 24 horas.

-Ohayou – o loiro cumprimentou as pessoas com quem cruzava no corredor.

Recebeu sorrisos simpáticos como resposta.

Masaki não sabia, mas de todos os membros do Arashi, ele era o mais admirado pelos membros da emissora. Não havia uma única pessoa lá que não apreciava aquele rapaz de família simples, que, com sua doçura e talento, havia conquistado um país inteiro através de sua arte.

Parando em frente a maquina de café, Aiba serviu-se da bebida quente. Adorava beber café naquele horário, enquanto lia o jornal. Munido das duas coisas, ele foi à direção do camarim. Seus passos calmos o levaram até o local, e ao entrar no ambiente privativo, ele largou tanto o café quanto o jornal em cima da mesa.

Demorou cerca de quinze minutos antes de Masaki aconchegar-se no sofá para ler com calma, pois antes guardou sua bolsa no armário, e retirou os casacos pesados que o protegiam do frio.

-O que você tem de bom pra me mostrar hoje? – murmurou ao papel, antes de abri-lo.

Para seu espanto, nada de bom tinha lá... Na verdade, a noticia iria abalá-lo muito. Sua foto estampada ao lado de Melanie e informações sobre o encontro que ele havia tido com a garota na noite anterior, eram a noticia principal.

-Inferno... – murmurou, zangado.

A manchete de capa era praticamente uma ofensa a francesa. Em letras garrafais, lia-se:

“Modelo francesa já está se encontrando com outro membro do Arashi”.

Aquilo revoltou Aiba. A moça apenas havia bebido suco com ele, e nada mais fizera. Por que todas as pessoas que falavam com algum dos membros do Arashi eram tratadas como “casos”, “namoros” e etc? O desrespeito pela moral de Melanie Vardin continuava pelas linhas seguintes, onde seu suposto envolvimento com Sho era relembrado de forma banal.

Baixando a fronte, Masaki culpou-se. Deveria ter tido mais cuidado ao se encontrar com ela. A moça estava grávida, e não devia ser exposta dessa forma. Entretanto, os pensamentos não continuaram, pois o som da porta se abrindo, anunciou que alguém entrava.

-Oh, Touga Jean-chan! – Masaki o cumprimentou sorrindo. – Fazia tempo que não o via.

O rapaz enrubesceu automaticamente. Baixou a fronte e, constrangido, respondeu ao ídolo:

-Eu estava ocupado, cumprindo ordens da Sra. Karin-san – explicou-se.

Masaki manteve o sorriso. O rapaz aparentava uma timidez sem igual, e aquilo era, de certa forma, um charme.

-Está gostando de trabalhar para nós?

Como se adquirindo coragem, Jean levantou os olhos.

-Muito, Sr. Aiba-kun.

-Fico feliz.

Sabendo que o jovem precisava cumprir seus afazeres, Masaki baixou a fronte para o jornal e continuou a ler a matéria. Instintivamente, sabia que Jean estava deixando sobre as mesas do camarim o script do programa daquele dia. Porém, o silêncio não durou muito.

-Sr. Aiba-kun?

Masaki levantou a face. Touga estava completamente vermelho a sua frente, e as mãos permaneciam um tanto tremulas. Aiba não era tolo, sabia que o rapaz era seu fã, e simpatizava com ele exatamente por este motivo. Aquela atitude envergonhada do jovem fez o ídolo sorrir.

-Sim?

-Desculpe-me o atrevimento... – ele balbuciou, claramente nervoso -, mas posso lhe fazer uma pergunta?

As sobrancelhas claras de Aiba levantaram-se.

-Claro.

-A matéria do jornal de hoje... – o rapaz apontou os papeis nas mãos de Aiba. – É verdade?

O sorriso não morreu nos lábios de Aiba e - por mais que Touga temesse ser rechaçado – o loiro respondeu com sinceridade e doçura, levantando-se do sofá.

-Eu encontrei-me com Mel-chan - ele contou ao mais novo. – Mas ela é somente minha amiga...

-Que bom...

A frase de Jean escapou-lhe dos lábios, e o mestiço de franceses sentiu-se incrivelmente envergonhado por ela.

-Quer dizer... que bom porque ela é a namorada do senhor Sakurai-kun, né?

Aquilo doeu em Aiba. Tentava evitar dos pensamentos irem a Sho, e também não olhava para o rosto de Sakurai enquanto gravavam os programas. No camarim, ou na casa dos amigos, seus diálogos eram ínfimos. Não queria contato... e ao mesmo tempo desejava muito a aproximação.

No entanto, se perdoasse Sho agora, não poderia perdoar a si mesmo...

Sakurai estava agindo como um canalha com Melanie. Um homem que engravida uma mulher, mesmo que sem querer, deve, no mínimo, dar-lhe o amparo necessário. E, para piorar a situação, a loira francesa havia dito que iria abortar, e, ainda assim, Sho não tomara nenhuma atitude.

-Ela não é a namorada de Sho... – negou a Jean.

A vida, tanto animal quanto vegetal, era importante demais para Masaki. Era seu principal princípio. Toda a ética e moral de Aiba começavam em respeito às formas de existência. Ele não ligava à mínima se o que Melanie carregava no ventre era apenas um embrião, ou, como diria alguns liberais, uma coisa sem sentimentos. Aquilo, para Aiba, já era um ser humano... E devia receber a devida importância.

-Não? – A voz de Jean o tirou do devaneio.

-Eles tiveram apenas um envolvimento rápido...

Uma significativa dor no peito chegou subitamente a Aiba. Por que pensar nisso doía-lhe tanto? Pressentiu que os olhos ficariam repletos de lágrimas, e, para evitar constrangimento, deu as costas a Touga e olhou para a parede.

Não havia prometido a si mesmo que não choraria mais por Sakurai? Raiva e rancor por si mesmo misturavam-se ao sentimento profundo que sempre o guiou até Sho.

-O senhor está bem, senhor Aiba-kun?

Sentiu os dedos leves de Jean tocar seu braço, e virou-se em direção ao jovem. Não pode impedir mais que as lágrimas quentes descessem por sua face pálida.

-Acho que foi um cisco... – murmurou a primeira mentira que lhe passou a mente.

Porém, notou pelo olhar do jovem, que sua mentira fora percebida.

Imóvel, viu Jean Touga levantando a mão, e acariciando sua face, num carinho confortador. O que aconteceu a seguir foi tão surpreendente para Aiba, que o mesmo não conseguiu ao menos compreender. O loiro notou quando o mais jovem aproximou-se timidamente, e sentiu quando ele colou seus lábios aos seus, mas estava tão espantado que não teve forças nem para reagir.

E tudo ocorreu tão rápido...

Em segundos, os dedos do estagiário deslizavam pela sua face, tocavam seus lábios, e então a boca achegou-se a si. E em outros segundos, separaram-se. Assim que Jean afastou-se, Aiba percebeu o olhar mortificado de Touga e pensou em dizer-lhe que não havia se ofendido pelo gesto... afinal, um fã normalmente age sem pensar.

Entretanto, não teve tempo para isso. Pois, tão logo Jean se afastou, os olhos do mais novo voltaram-se para a porta. Seguindo aquele olhar abatido, surpreso, seus olhos virão Sakurai Sho.

-Sho-kun... – murmurou.

O semblante de Sakurai era uma incógnita. Seus olhos frios, que outrora já haviam ferido tanto a Aiba, agora pareciam mais gélidos, sufocantes. Por ter uma personalidade naturalmente agradável, aquela expressão maligna fora vista pouquíssimas vezes por Aiba, mas em todas, sem exceção, ele temeu pelo que poderia acontecer.

Os olhos de Sakurai abandonaram o rosto temeroso de Masaki e dirigiram-se ao jovem Jean. Percebendo que Sho desviava o foco de sua ira, Masaki colocou-se a frente do rapaz, defendendo-o.

-Jean-chan – o loiro murmurou. – Pode nos dar licença?

Um tanto petrificado, Jean aproximou-se da porta amedrontado. O olhar furioso de Sakurai não desviou em nenhum momento de seu rosto, e o mais jovem não sabia se dava o passo em direção à saída, ou não.

-Nunca mais volte a esse camarim... – o tom ameaçador da voz de Sho era baixo, mas límpido e agressivo. – Ou juro que vai se arrepender...

Masaki era uma pessoa calma, mas não pode ouvir aquela intimidação a um fã seu, e não fazer nada.

-Touga-san é funcionário da empresa, um excelente estagiário, e é meu amigo! Ele vai continuar a me servir independente da sua opinião.

Surpreso por Masaki tê-lo enfrentando, Sakurai voltou os olhos a Aiba.

-Que tipo de profissional é você que fica se esfregando no camarim com um estagiário? – Acusou Sakurai, revoltado. – Não tem vergonha? – o tom cada vez se elevava mais.

-Não grite comigo! Você não tem esse direito! – Masaki devolveu na mesma elevação da voz. Só quando percebeu que também gritava, foi que ele respirou fundo e encarou o jovem fã. – Jean-chan, por favor, pode sair?

Tentando conter o tremor que invadia todo o seu corpo, Sakurai saiu da porta e deixou com o funcionário passar. Precisava reprimir a necessidade de voar no pescoço daquele desgraçado, e matá-lo a pancadas! Por sorte, conseguiu se refrear e voltou à porta apenas para fechá-la quando o rapaz sumiu de suas vistas.

-Está fazendo isso intencionalmente? – perguntou assim que passou a chave na fechadura. – Quer me ferir e não sabe como?

-Tenho mais coisas com que me preocupar do que com seu orgulho, Sakurai-kun!

Percebendo que Aiba não parecia disposto a dar-lhe explicações, Sho avançou contra o namorado e agarrou-lhe o braço.

-Está ficando com aquele moleque?

-Você e eu não temos mais nada um com o outro; portanto, esqueça o assunto, pois não irei ficar me justificando!

-Pro inferno o que você acha! Eu quero... não.... eu exijo que me explique!

A raiva por aquelas perguntas descabidas irritou ainda mais Masaki.

-E quem é você pra exigir qualquer coisa de mim? Esqueceu qual de nós que traiu? Que engravidou outra pessoa?

Erguendo a mão que estava no braço de Aiba até a nuca do loiro, Sakurai segurou firme o namorado, fazendo com que ele o encarasse.

-Eu não te enganei... estávamos separados..

-O que não impediu de as conseqüências surgirem...

-Por Kami-sama... Por que é tão generoso com todos, e ao mesmo tempo, incapaz de me perdoar?

Sentindo os dedos de Sho entrelaçando-se em seus cabelos lisos, Aiba enfim o encarou. Não podia mentir pra si mesmo e negar seus sentimentos, mas também não queria mais agir como um tolo, que não pensa no que faz.

-Estou cansado de ficar enfrentando você, Sho-kun – admitiu, a contragosto. – Isso me cansa muito. Tudo que eu quero é paz... tranqüilidade.

Aproximando seu corpo de Masaki, Sho encostou a testa no loiro.

-Eu também – falou. – Tudo que quero é que voltamos a ser como antes...

-Entretanto – Aiba o interrompeu -, não dá mais, Sho-kun... Eu estou muito decepcionado com você...

-Isso não autoriza você a agir dessa forma – repreendeu-o -, e ter um caso com aquele garoto...

As palavras felinas fizeram com que Masaki o empurrasse. Não queria chorar na frente de Sakurai, mas as lágrimas de raiva vieram sem aviso, e ele não pode controlá-las.

-Baka! – gritou ao outro.

-Eu não vou perder você praquele imbecil! – Sho gritou. – Nunca! Você é meu...

-Você já me perdeu! – Aiba gritou, cortando-o.

-Nunca! – Sho tentou se aproximar do loiro, sem, no entanto, alcançar seu objetivo, pois Masaki fugiu para o outro lado do camarim. – Não vou deixar você se afastar de mim...

-Você é cego? Já estou afastado! Meu coração está fechado pra você!

O rapper ergueu as mãos ao rosto, resmungando algumas palavras incompreensíveis para Aiba. O loiro sabia que o rapaz estava nervoso, sem palavras diante da sua irredutível postura.

De repente, o olhar de Sakurai baixou. Olhou para a mesa do camarim, e viu sobre ela o jornal que Aiba havia trazido naquela manhã. Por alguns segundos seus olhos mostraram descrença, e então ele ergueu o papel, lendo com cuidado as linhas.

Masaki permaneceu em silêncio, respeitando aquele momento de Sakurai. Viu o lábio inferior de Sho repuxar-se, e, quando os olhos do moreno voltaram-se para ele, havia uma evidente raiva.

-Você está se encontrando com aquela vadia?

-“Aquela vadia” – destacou Masaki, em desdém -, é a mãe de seu filho!

-Não podemos ter certeza antes de o bebê nascer, pois só então faremos um exame de DNA...

-Se Melanie não tiver apoio e atenção agora, o bebê nem vai nascer... – sua voz tornou-se chorosa. – É isso que você quer, né Sho-kun? Você torce para que ela aborte...

-Eu jamais iria torcer pela morte de uma criança...

-No entanto, você não fez nada até agora para evadi-la dessa idéia.

Sho emudeceu por alguns segundos. Sabia que Aiba estava certo, mas não conseguia nem olhar para Melanie. A modelo francesa transformava sua culpa em algo palpável, real.

-É isso que você está me fazendo sofrer? É por isso que você está se encontrando com ela?

Aiba negou.

-Não. Não nego que de inicio eu só queria impedi-la de abortar. Mas agora eu realmente passei a gostar dela...

-Gostar dela? O que quer dizer?

-Melanie é uma mulher inteligente, doce...

-Você ficou louco?

-Eu? – Masaki irritou-se. – Louco é você, que não viu o quão maravilhosa é aquela garota! Tratou-a como uma coisa, um objeto...

-Ela só queria sexo! Eu dei isso a ela! Acabou!

Sentindo os olhos voltarem a inundar-se pelas lágrimas, Aiba revirou os olhos.

-Você é tão mimado, Sho-kun! Sua vida sempre tão fácil o impede de ver coisas como “coração”, “sentimento”, “medo”...

-Medo? Do que você está falando?

-Eu não conheço a vida de Mel-chan... mas eu sei por instinto que não deve ter sido fácil. Ela provavelmente caiu na sua cama, porque a vida a convenceu que ela é algo sem valor... mas isso não é verdade! Mel-chan tem um coração... e tem olhos límpidos que não são maldosos... Ela não merece ser tratada como um objeto inanimado, porque ela não é isso!

Sho estava tão chocado pela forma de falar de Masaki que mal conseguia respirar. Por alguns segundos ele tentou imaginar o que o loiro havia visto naquela francesa vulgar, e então a mente ciumenta o tomou. Recordou-se de que Aiba havia namorado garotas, e que no passado amou uma jovem modelo. Foi somente a traição daquela mulher que abriu os olhos de Masaki para o caráter da ex-namorada.

-Você está atraído por Melanie?

Como Sakurai podia ser tão cego? – pensou Aiba. Será que o rapper não notava que não havia espaço para mais ninguém além dele na vida de Masaki?

-Cheguei aqui de manhã e peguei-lhe aos beijos com aquele moleque desgraçado! – Sho berrou, aproximando-se perigosamente de Aiba. – E agora percebo que além de se esfregar com aquele infeliz, você quer a francesa! – Agarrou os braços de Aiba e os sacudiu com força. – Está agindo como um...

-Cale a boca! – Aiba tentou se soltar dos braços de Sakurai. – Como se atreve a falar assim comigo?

-Me atrevo porque você é meu!

-Não sou uma coisa, pra ser de alguém! – Masaki sentiu os dedos de Sakurai cada vez mais se apertando contra seu braço. – Está me machucando...

Desesperado, Sakurai trouxe Aiba contra ele. Apossou-se dos lábios do loiro com fúria. Só o simples pensamento de alguém envolvido com Aiba o descontrolava. Sentia vontade de morrer ao imaginar que perderia o amor de Masaki.

Inicialmente, Masaki o empurrou e tentou afastar o corpo másculo de Sho de si. Porém, aos poucos, sua resistência foi caindo... e quando deu-se por conta, estava completamente vencido, permitindo que Sakurai adentrasse seus lábios com a língua atrevida, instigando-o, excitando-o.

-Sho-kun... – murmurou quando Sakurai abandonou sua boca.

Todavia, por mais que os lábios deles não estivessem mais colado, o rapper não o permitiu afastar-se. Descendo a boca pelo pescoço claro de Masaki, ele lambeu a curva da nuca, enquanto as mãos desciam ao bumbum do amante, e apertava ainda mais o quadril contra sua saliente e erótica elevação das calças.

-Não posso viver sem você... – murmurou no ouvido de Aiba.

Foi uma sorte a porta estar trancada, pois Sakurai não deu importância a mais nada enquanto descia Masaki para o chão. Durante todos os anos de relacionamento, eles sempre se consideravam um casal maduro o suficiente para não ser levados pela lascívia; no entanto, agora, esfregando-se no chão duro do camarim, em plena luz do dia, compreendeu que seu amor era tão apaixonado e louco como sequer um dia imaginou.

-Eu te amo – murmurou enquanto os dedos ágeis abriam o zíper da calça jeans do namorado. – Amo tanto que dói...

Completamente tomado pelo desejo, Masaki indagou:

-Onde dói?

Pegando a mão de Aiba, Sho beijou os dedos finos e então levou-os ao coração.

-Aqui – murmurou e então desceu a mão até a região que pulsava nas suas calças -, e aqui...

Aquele mesmo sorriso safado que o levou ao orgasmo tantas vezes surgiu nos lábios de Masaki. Não podendo resistir, Sho voltou a boca do amante e beijou-o com intensidade. O corpo mexia-se sem parar sobre o de Aiba, incapaz de escolher a melhor posição, pois todo o movimento era incrivelmente prazeroso.

Logo as mãos começaram a acariciar toda a extensão do corpo frágil de Masaki. Apaixonado, Sho sentia tanta saudade do namorado que era incapaz de se conter, e logo colocou-se de joelhos.

-Aiba-chan – chamou o loiro.

-Unh... – o murmuro de Masaki fez Sho notar o quanto o outro sentia-se excitado.

-Eu vou... – sua mão deslizou pela abertura frontal da calça de Aiba e segurou firme seu membro.

Por alguns segundos os olhos intensos e escurecidos de Aiba tentaram entender qual era a intenção de Sho. Quando, por fim, compreendeu que o namorado iria fazer-lhe sexo oral, assustou-se.

-Você nunca...

-Eu sei...

-Sempre fui eu...

O sorriso maroto de Sho interrompeu-o.

-Fui muito egoísta, né?

-Nunca me importei, Sho-kun...

Acariciando o membro firme, Sakurai afirmou:

-Eu quero que você saiba qual é a sensação de sentir a pessoa que você ama tocando-lhe com tanta intimidade...

Como se fogo lhe corresse pelas veias, Aiba viu Sho baixar-se sobre si e abocanhar seu mastro firme. Mordeu o lábio inferior tentando conter um grito sufocado. O que era aquela sensação? Mesmo quando Sho o penetrava, nunca sentiu tamanho prazer...

-Sho-kun... – gemeu.

Os lábios firmes de Sakurai deslizaram por toda a extensão da elevação. Quando a boca máscula sugou-lhe a ponta com força, Masaki quase desfaleceu. Aiba tentou procurar alguma coisa para se segurar, temendo os espasmos que tomavam seu baixo ventre, mas, no entanto, não havia nada para amparar-se. Sem saída, tentou segurar o rosto de Sho, pois a situação já estava saindo do controle.

-Sho-chan! – gemeu. – Ahhh... – sua respiração cada vez mais forte não o permitia a sequer falar.

-Está gostando? – A pergunta foi feita ainda com o membro na boca. – Quer que eu suga assim – lambeu devagar o mastro -, ou prefere assim? – Apertando a carne, Sho mordeu de leve o pênis.

-Por favor... Por favor...

O olhar malicioso de Sakurai estava tirando Aiba do sério. Sentindo o estremecimento de todo o corpo, Masaki implorou:

-Preciso...

-De quê?

-Você...

Um gemido alto e gutural escapou dos lábios de Aiba, impedindo-o de terminar a frase.

-Peça – Sho o instigou. – Quero ouvir você implorando...

Aquele Sakurai dominador era comum no sexo deles. Sho sempre foi o exemplo perfeito da mais pura masculinidade. Era sempre ele que mandava na cama, e Aiba era a presa capturada pelo predador, que sempre obedecia calado.

E daquela vez... não seria diferente...

-Por favor... – Masaki sentiu os lábios secos. – Preciso de você...

-Onde? – a voz rouca de Sakurai intensificou o desejo de Aiba.

-Dentro... de mim...

Como se liberto por um laço invisível, Sakurai postou-se de joelhos e rapidamente abriu o zíper da própria calça. O membro duro e grande surgiu sob os olhos atentos de Masaki. Em segundos, a calça do loiro foi retirada pelo rapper ansioso. A blusa de Aiba foi parar ao lado da calça, e ele ficou nu sob os olhos do namorado. Não havia mais obstáculos, e então Aiba se entregou.

-Erga o quadril...- ordenou ao loiro.

Para satisfação pessoal do ego de Masaki, a voz tensa de Sho demonstrava que o moreno estava tão desesperado quanto ele.

-Droga... – o resmungar de Sho alarmou Aiba.

-O que foi?

-Não temos lubrificante... – lembrou. - Vai doer...

Aiba não pode deixar de sorrir. Apesar de Sakurai estar completamente excitado e ansioso por penetrá-lo, ainda conseguia raciocinar pela preocupação.

-Não importa...

-Importa pra mim! Não gosto que sofra!

As lágrimas vieram sem aviso, e quando deu-se por conta, Masaki já estava chorando.

-Não faça isso – Sho implorou. – Eu não posso te consolar agora... – olhou para o próprio membro elevado. – Preciso fazer amor com você... não posso me controlar...

Puxando-o pela nuca, Masaki beijou a boca de Sakurai. Misturou à saliva dos dois as próprias lágrimas tristes. Queria desesperadamente que Sakurai entrasse dentro de si, pois só assim – achava ele – aquela dor na alma acalmaria.

Quando o membro duro de Sho pediu passagem por sua pequena entrada, a dor que Masaki sentiu foi grande, e enfim ele compreendeu o motivo de Sakurai sempre insistir pelo lubrificante. No entanto, o desejo também era forte, e nada superava o anseio pela paixão do moreno.

-Doeu muito? – indagou Sho, sussurrando.

Assim que penetrou completamente a Masaki, Sho estancou. Tinha medo até de respirar, como se o ato fosse doloroso ao amante.

-Doeu... – Aiba foi sincero. – Cavalga... – exigiu.

-Não... vai doer mais! – Sakurai se recusou.

Não conseguindo entender a si mesmo - e mesmo sabendo que Sakurai estava certo - Masaki recusou as palavras de negação.

-Agora!

-Não!

Irredutível, Masaki então tomou partido da situação. Elevando o quadril, ele retirou um pouco o membro de Sho de si, para em seguida, descer com força sobre o mastro, fazendo com que a haste afundasse no seu interior.

Gritou de dor ao mesmo tempo em que Sakurai ofegou.

-Pare com isso – Sho implorou.

O membro de Sho pulsava no seu bumbum, e o prazer do moreno transparecia claramente na sua feição. Aquilo motivou Aiba ainda mais.

-Não vou parar – avisou. – Faça o que eu disse, agora!

Sabendo que Masaki era irredutível quando queria, Sho por fim cumpriu o que fora-lhe ordenado. Abraçando o namorado e beijando-lhe os lábios num carinho confortador, de forma vagarosa ele começou a dança erótica dos corpos no sexo. Sentia-se um animal por reconhecer que aquele ato estava sendo mais prazeroso para si do que pro companheiro, mas não conseguia impedir do próprio corpo reagir ao cheiro adocicado de Masaki.

Por estarem transando de forma tão lenta, o orgasmo chegou mais tarde que de costume. E mesmo quando sentiu-se prestes ao clímax, o rapper não intensificou as entocadas.

-Goze... Sho-kun... – murmurou contra os lábios de Sakurai.

Não podendo recusar aquele pedido tão doce, Sho permitiu-se inundar o amante com seu líquido quente. Estavam tão grudados, tão juntos, que só quando o membro escapou para fora do interior de Masaki, é que ele percebeu que não havia tirado a roupa, e somente Aiba estava nu.

Sentou-se no chão do camarim e ficou olhando Aiba, que deitado, estava imóvel.

-Gomenasai... – murmurou Sakurai, constrangido e triste.

Por alguns instantes ele ficou meditando se Masaki iria o responder. Temeu pela resposta, mas quando ela por fim veio, surpreendeu-se.

-Por quê?

-Por eu ser esse homem intenso, que não sabe se controlar...

Sentado no meio das pernas de Aiba, Sho começou a acariciar-lhe as coxas.

-Quando você chegou de manhã... – Aiba murmurou, fazendo com que o moreno sobressaltasse -, eu havia sido surpreendido pelo beijo de Jean-chan. Ele é meu fã... me viu chorando... tenho certeza que não me beijou por maldade...

O fato de Aiba estar contando-lhe aquilo aliviou Sakurai.

-Eu não gosto dele... – Sho balbuciou.

-Por que não? Ele não é seu rival, Sho-kun... Ninguém nunca será...

A frase trouxe lágrimas a Sho, mas ele as escondeu rapidamente.

-Eu te amo... – murmurou a Aiba. – Me perdoa... eu não consigo controlar meu ciúme...

Por alguns segundos Masaki permaneceu olhando o teto. De repente, sentou-se. Só então percebeu a dor, e gemeu.

-Olha o que você me fez fazer! – ralhou Sho saindo do lugar e segurando Masaki nos braços. – Está doendo muito?

Um riso frouxo surgiu nos lábios do loiro.

-Dói... Mas, foi bom mesmo assim...

O descrédito era estampado no semblante de Sakurai.

-Não me venha com essa de que foi bom! – reclamou. – Foi bom só pra mim!

-E isso já é o suficiente!

-Não é não!

-Quando você sente prazer... – Masaki envolveu o pescoço de Sakurai com os braços –, me sinto feliz...

Sho baixou os lábios para voltar a beijar Aiba, porém o som estridente do telefone celular do loiro inundou o ambiente.

-Mas que droga! – murmurou o moreno.

Como se recordando-se do mundo, Masaki voltou-se as roupas e começou a vestir-se. Era de manhã e eles estavam no local de trabalho. O que deu neles para cometerem tamanha loucura?

Enquanto o loiro ocupava-se em recompor-se, Sakurai foi até o aparelho e o atendeu.

-Moshi moshi?

-Aiba?

A voz era feminina.

-Quem é? – perguntou, já irritado.

Por que sua possessividade destruía até seu bom humor?

-Melanie... É você Aiba?

Sentindo todo o corpo tremer de raiva, Sho pensou em desligar o aparelho e dizer a Masaki que a ligação havia caído. No entanto, sabia que se a mentira fosse descoberta, Aiba faria daquilo uma tempestade.

-Só um momento... – murmurou.

Masaki terminava de vestir a calça naquele instante, e encarou o namorado.

-É Melanie – disse, entregando o aparelho a Aiba.

Um sorriso enorme surgiu nos lábios de Masaki e aquilo enfureceu Sho ainda mais.

-Mel-chan – Aiba disse, ao atender. – Não esperava que me ligasse...

-Não queria lhe incomodar...

-Não incomoda! – ele cortou-a. – Fico feliz que tenha ligado...

-Você quer almoçar comigo? – ela perguntou. – Isso é... se você não tiver nenhum outro compromisso.

-Almoçar? – Olhou para Sakurai que movia a cabeça de forma negativa. Ignorou-o. – Claro, Mel-chan!

-Que bom!

O olhar furioso de Sakurai não amedrontou Aiba.

-Vou levar Sho-kun comigo, ok?

-Sho? Não sei se ele vai querer...

-Vai sim! Ele vai! Nós encontramos as onze e meia?

Após marcar o restaurante em que almoçariam, Masaki desligou o celular.

-Eu não vou! – Sho estava extremamente irritado.

-Vai sim!

-Não vou me encontrar com ela! Se o filho dela for meu, eu assumo a criança, mas não quero nenhum contato com ela!

-Você vai!

-Quer parar? Eu não vou e pronto!

Subitamente, Aiba gemeu.

-O que foi? – Sakurai sobressaltou-se.

-Ai... Está doendo...

Sho percebeu a malícia estampada nos olhos de Aiba.

-Não... nem vem... você não vai me manipular...

-Ai ai ai... está doendo tanto... como você é mau pra mim, Sho-kun...

E então Aiba fez exatamente o que havia feito com Riida quando o convenceu a adotar Junior. O tremor nos lábios, os olhos marejados... o gemido fraco... e em questão de segundos, Sakurai já estava nas suas mãos.

-Inferno! – blasfemou o rapper. – Onde é esse maldito restaurante?

Continua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
Nara
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 2833
Idade : 33
Localização : São Paulo/SP
Emprego/lazer : bióloga
Unit Favorita : NewS, Arashi, Kanjani8, V6
Data de inscrição : 26/05/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 15, 2009 3:53 am

O Q???? JEAN BEIJOU AIBA????
Oooooooh
e o Sho viu??? ooooooh
Aii essa briga dos 2 me deu um aperto no coraçao T_T
ms ai teve essa cena picante d Sakuraiba *--------*
e ai claro, algo tinha q estraga esse momento e foi qm? Melanie ¬¬
Ms esse Aiba é danadinho ne qdo quer convencer alguem e acaba sendo fofo tbm d um certo modo ^^
Ms nossa ele defendeu a Melanie, tsc, tsc, tsc
Acho q por ele ser uma pessoa tao pura e bondosa ele acaba nao vendo maldade nas pessoas né, acaba sendo ingenuo, c/ execeçao da Audrey, pelo menos dessa dai ele viu xD
Hehe agora qro só ver cmo sera no restaurante rs
Mais!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://micellanews.blogspot.com/
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 15, 2009 4:33 am

Nara escreveu:
O Q???? JEAN BEIJOU AIBA????
Oooooooh
e o Sho viu??? ooooooh
Aii essa briga dos 2 me deu um aperto no coraçao T_T
ms ai teve essa cena picante d Sakuraiba *--------*
e ai claro, algo tinha q estraga esse momento e foi qm? Melanie ¬¬
Ms esse Aiba é danadinho ne qdo quer convencer alguem e acaba sendo fofo tbm d um certo modo ^^
Ms nossa ele defendeu a Melanie, tsc, tsc, tsc
Acho q por ele ser uma pessoa tao pura e bondosa ele acaba nao vendo maldade nas pessoas né, acaba sendo ingenuo, c/ execeçao da Audrey, pelo menos dessa dai ele viu xD
Hehe agora qro só ver cmo sera no restaurante rs
Mais!!!!
Nara....
Nao nego que a cena quente de Sakuraiba foi escrita durante minutos e me deu um prazer sem medida. Este casal, apesar de eu amar, me travava nas cenas sexuais. E eu estava devendo isso, ne? afinal, Ohmiya ja teve pelo menos 4 cenas fortes e Sakuraiba só insinuação...

Concordo com voce.... Aiba nao veh maldade...mas no caso dele...nao é so a Melanie que deve preocupa-lo... enfim... ela nao vai prejudica-lo pq ela ja se apaixonou por ele...

Mtooo obrigada pelo carinho e pelo comentario amda
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
Nara
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 2833
Idade : 33
Localização : São Paulo/SP
Emprego/lazer : bióloga
Unit Favorita : NewS, Arashi, Kanjani8, V6
Data de inscrição : 26/05/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 15, 2009 6:33 pm

Citação :
nao é so a Melanie que deve preocupa-lo
ah sim
tem o Jean tbm por exemplo né xDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://micellanews.blogspot.com/
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 15, 2009 8:20 pm

Nara escreveu:
Citação :
nao é so a Melanie que deve preocupa-lo
ah sim
tem o Jean tbm por exemplo né xDD
Rsrsrs...sim flor...esse talvez...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
Bah Wakabayashi
Johnny's trainer
Johnny's trainer
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 252
Idade : 25
Localização : Brasil, São Pulo, capital
Emprego/lazer : Auxiliar de lingua japonesa
Unit Favorita : Arashi *--* amo mais que tudo <3
KAT-TUN, NEWS, SMAP e TOKIO
Data de inscrição : 13/06/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 15, 2009 11:44 pm

O CAPITULO TENSO ! O.O

é pedi muito não judiar dos pobres garotos ?

ahhhh sakuraiba é totalmente diferente de ohmiya... mas tambem são lindos...

Sho e suas crises AMEI *-----------*

mais eu acho que seria divertido se ele tivesse dado umas bofetadas no Jean u.u
ele mexeu como naum devia ò.Ó

capitulo perfeito por mais tenso q foi ¬¬
e dona josy fike sabendo q ontem eu quase naum durmi pq queria por queria ler o capitulo u___u
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Seg Nov 16, 2009 3:48 pm

Bah Wakabayashi escreveu:
O CAPITULO TENSO ! O.O

é pedi muito não judiar dos pobres garotos ?

ahhhh sakuraiba é totalmente diferente de ohmiya... mas tambem são lindos...

Sho e suas crises AMEI *-----------*

mais eu acho que seria divertido se ele tivesse dado umas bofetadas no Jean u.u
ele mexeu como naum devia ò.Ó

capitulo perfeito por mais tenso q foi ¬¬
e dona josy fike sabendo q ontem eu quase naum durmi pq queria por queria ler o capitulo u___u

Migaaaaa
Verdade, tenso e sexy.. é o tipo de capitulo que eu adoro escrever^^ hehehe
Exatooo.. Sakuraiba, acho eu, é mais maduro que Ohmiya. Ohmiya é tudo pro lado sexual..eles mal conseguem conversar... sao impulsivos e imaturos..alem disso, Nino tem uma fragilidade excessiva... ele nao sabe viver sem o Ohno... já Aiba e Sho sao indepenentes um do outro... é diferente...hehehe

mas amoooo igual..
Brigada pelo coment. flor
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
MiiHirano95
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1217
Idade : 23
Localização : MOGI DAS CRUZES -SP
Unit Favorita : NEWS
Data de inscrição : 16/03/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Seg Nov 16, 2009 9:44 pm

uau o____O
jean.... aiba...... a não, aaaa não.
isso não passa de um beijo né ?!
e eu chorei de novo nesse capitulo D8
o aiba, falando que o sho ja perdeu ele
emocionante o__o
mais paarabéns josy Smile


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Seg Nov 16, 2009 9:51 pm

MiiHirano95 escreveu:
uau o____O
jean.... aiba...... a não, aaaa não.
isso não passa de um beijo né ?!
e eu chorei de novo nesse capitulo D8
o aiba, falando que o sho ja perdeu ele
emocionante o__o
mais paarabéns josy Smile
Mas é da boca pra fora, amor...
Ele é doido pelo sho e provou isso...hehehe
Mtooo obrigada pelo carinho e pelo comentario^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 22, 2009 1:07 am

Rendição

Capítulo XXIV

Por Josiane Veiga


Quando Melanie Vardin adentrou no restaurante, os dois membros do Arashi já se encontravam sentados à mesa, saboreando uma taça de vinho. Seus belos e enormes olhos ignoraram completamente o moreno e sua atenção se centrou em Masaki Aiba. Naquele instante, seu coração disparou e um palpitar desconhecido a tomou de sobressalto. Pelos céus! Por que sentia aquilo sempre que encarava aquele rapaz gentil?

-Oh! É Mel-chan! – ouviu Aiba dizendo.

Logo o loiro levantou-se da cadeira e aproximou-se da modelo.

“Mel”...

Nunca ninguém havia a chamado assim. E, com sinceridade, se alguma pessoa que não fosse ele a tratasse daquela forma, o apelido a aborreceria de forma intensa. No entanto, era Aiba que a tratava tão docemente... e até aquele apelido estranho, na boca dele, se tornava música e poesia.

Vardin sentiu quando Masaki segurou seus dedos, e a arrastou até a mesa. O sorriso dele era tão contagiante, que a moça viu-se sorrindo em resposta. E aquela demonstração pública de entusiasmo não morreu nem mesmo quando os olhos encararam o frio Sakurai Sho.

-Olá... – ela murmurou para Sho.

O rapper a encarou com raiva. A antipatia dele era tão palpável que Melanie poderia se sentir constrangida, se não fosse pelo outro membro da mesa, que fazia de tudo para deixá-la confortável. Porém, o que Melanie nem sequer suspeitava era que Sakurai percebera seus olhos brilhantes para Aiba.

-Eu fiquei tão feliz que você me convidou para almoçar, Mel-chan – O som agudo da voz de Masaki fez com que a jovem se virasse em direção a ele.

-Foi uma forma de me desculpar por ontem à noite...

-O que quer dizer? – Sho intrometeu-se. – O que houve ontem à noite?

Para alguém que não se importava em nada com ela, Sakurai transbordava ciúme. Uma mulher que já tivera tantos relacionamentos como Melanie Vardin, conseguia identificar o sentimento, mesmo que este estivesse escondido por trás de uma falsa frieza.

-Ontem à noite eu retirei-me de forma apressada do bar em que me encontrei com seu amigo... – explicou.

-Anh... – o resmungar de Sho foi seguido por uma elevação clara de voz. – E, por que diabos, vocês estavam se encontrando?

-Sho-kun... – Masaki murmurou acanhado. – Mel-chan é minha amiga...

Sakurai suspirou, furioso. Erguendo a taça, bebericou mais um pouco de vinho. Sentia gana de esganar aquela garota! A tal francesa estava claramente atraída por Masaki, e Sho sabia o quanto ela podia ser sedutora quando queria.

-Mel-chan – a voz de Aiba interrompeu seus pensamentos -, sabe o que eu comprei hoje? Um berço...

Masaki parecia tão feliz em contar aquilo que por um momento Melanie sentiu-se especial, como se fosse mãe do filho do loiro.

-Um berço? Que horas você comprou um berço? Você nem saiu do estúdio hoje! – Sho reclamou.

-Comprei pela internet – Aiba explicou. – Quando eu não tenho muito trabalho, eu fico navegando em alguns sites de bebês, e procurando coisas pro...

-E por que você fica perdendo tempo com isso? – Sakurai o interrompeu, quase gritando.

As pessoas ao redor começaram a murmurar, e o rapper enrubesceu instantaneamente. O olhar zangado de Aiba só o fez perceber que ele voltara a agir com uma possessividade excessiva.

-Não é perda de tempo... – o tom baixo e balbuciado da voz de Masaki fez Sho notar que enfurecera Aiba. – Peça desculpas a Mel-chan...

O moreno mordeu o lábio inferior. Tremia de raiva. Aquele almoço foi a pior idéia que Masaki já havia tido em todos os anos de relacionamento.

-Pedir desculpas pelo quê? – desafiou-o.

-Por sua grosseria – Aiba explicou, muito revoltado. – Mel-chan está grávida e não tem que suportar seu mau humor.

Sakurai tamborilou os dedos na mesa. Inferno, como sairia daquela encruzilhada?

-Nem sabemos se esse bebê é realmente meu... – murmurou, infantil.

-Agora você tem dois motivos para se desculpar. E desculpe-se agora, ou Mel-chan e eu iremos nos levantar e ir embora - advertiu.

Extasiada, Melanie ouvia a tudo num silêncio mórbido. Conhecia Sho. E, diga-se de passagem, conhecia muito bem. Sabia que aquele homem moreno era um furação de dureza e frieza. Ele podia ser doce quando queria algo, mas era também orgulhoso e intenso. Jamais imaginou que Aiba Masaki, na sua doçura e gentileza, pudesse impor algo a Sho, e conseguir com que o moreno vacilasse diante de si.

Que amizade era aquela? Era óbvio que Sakurai não se importava que ela fosse embora ou sentisse-se incomodada por suas palavras destemperadas; porém, com Aiba, a simples menção de raiva por parte do loiro, fazia com que o moreno se acanhasse como uma criança sendo recriminada pelo pai.

Sakurai Sho respeitava Masaki Aiba. E temia magoar o loiro. O fato de o rapper estar naquele almoço era uma clara evidencia de que Aiba mandava em Sho do jeito que queria.

-Gomen... – sussurrou.

-Ela não ouviu – Aiba foi firme. – Diga de novo, e dessa vez, diga olhando para ela.

Melanie quase riu. Creu que Sakurai fosse se levantar e mandar os dois a favas, mas para sua surpresa, o moreno encarou-a.

-Desculpe-me se a ofendi.

Espantada demais para qualquer outra reação que não fosse a de assentir com a fronte, Melanie voltou os olhos para Masaki. O sorriso dele foi o estopim para todas as sensações estranhas que estava sentindo ultimamente.

Percebeu que uma lágrima solitária molhava seu rosto. Há quanto tempo não chorava? Nem podia mais se lembrar... chorar parecia algo tão longínquo... como de um passado tão distante, de uma outra pessoa... uma outra mulher. Lágrimas eram rotinas da Melanie que tinha sonhos, e acreditava na bondade. Depois de tantos anos, a vida dura havia lhe transformado em uma pedra. Bem... era nisso que ela acreditava...

Até agora...

-Mel-chan... – a voz de Aiba adentrou na sua alma. – Você está bem?

Aquele homem era real? Por que um rapaz que nem a conhecia, que nunca teve qualquer envolvimento amoroso com ela, ou sequer a tocou, preocupava-se tanto com um bebê que nem era dele? Por que ele a olhava com tanta ternura, sendo que, pelo que ela sabia dos homens, esse sentimento não existia? Por Deus, ele havia até comprado um berço pro bebê...

-Vou mandar buscar um copo de água... – a voz de Sakurai a fez virar o rosto.

Dois belos homens estavam diante de si. Um era seu anjo, alguém que ela mal podia acreditar que fosse real. O outro, nada fizera-lhe de mal... Por que estava agindo daquela forma?

-Estou bem... – murmurou.

-Deve ser os hormônios... – Aiba riu. – Na gravidez as mulheres ficam tão sensíveis... – ele segurou em suas mãos. – Eu li numa revista que você não deve ficar contendo suas emoções, porque pode fazer mal pro bebê...

-Desde quando você lê revistas sobre mulheres grávidas? – Sho perguntou. Os olhos estavam fixos nas mãos de Aiba unidas as de Melanie. – Que eu saiba você só lê mangá! Se duvidar, nunca leu um livro na vida!

-Eu leio desde que soube que Mel-chan está grávida!

Melanie então riu. Choro e lágrimas ao mesmo tempo. Como podia? Ah, Masaki... se você soubesse o porque daquelas explosões de sentimentalismo...

-Eu acho que vou pra casa... – ela avisou.

-De jeito nenhum – Masaki recusou. – Vamos almoçar! E ignore esse olhar zangado do Sho-kun! Na verdade, ele é bonzinho...

-O que quer dizer? - Sho indagou.

-Que você se faz de mau pras pessoas, mas que no fundo é incapaz de machucar alguém.

Fazendo bico, Sho olhou para o outro lado.

-Você é tão bom pra mim... – a voz feminina interrompeu o diálogo. – Eu não mereço...

A frase de Melanie surpreendeu os dois homens. Aiba deixou com que o sorriso de abrisse mais, e Sakurai parecia ainda mais zangado (se é que fosse possível).

-Eu gosto de você, Mel-chan – Aiba contou, sem pudor. – Eu acho que você é uma pessoa boa... Mesmo que nem você saiba disso... eu sei!

-Você não entende... – a francesa tentou interrompê-lo.

-Não se preocupe quanto ao bebê – Aiba a cortou, entendendo mal aquele súbito ar triste da loira. – Se Sho-kun não assumir, eu assumirei a criança!

O som de uma cadeira se afastando fez com que os dois olhassem para Sakurai. Sho estava de pé diante deles, o olhar parecia ter se tornado brasa viva, e a respiração era carregada. Estava furioso, mas Masaki fez pouco caso.

-Sente-se... – disse para Sho.

-Você fala isso para me irritar? – a voz alterada de Sho não vez Aiba pestanejar em nenhum momento.

-Sente-se agora – ordenou.

Repentinamente, Aiba gemeu.

-O que foi? – perguntou Melanie.

-Dor... – a loiro murmurou.

-Dor? – a loira indagou, preocupada. – Onde? Quer ir ao médico?

-Não, Mel-chan...estou bem... ai....

-Pelos céus, estou preocupada!

-Oh, não... não se atormente – Masaki a tranqüilizou. – É que hoje de manhã eu fui vitima da atitude impulsiva e intensa de uma pessoa... e saí machucado... – os olhos de Masaki firmaram-se em Sakurai.

-Como assim?

-Nada não... – Masaki desconversou. – Não vamos estragar nosso almoço lembrando de pessoas que não sabem se controlar...

Em menos de um segundo, Sho já estava sentado na cadeira.

~~~~~000~~~~~~


-Diga que têm boas notícias... – Audrey falou, assim que atendeu ao telefone.

-Fiz o que pude, Sra. Audrey...

-Isso quer dizer que falhou novamente?

-Eu fiz exatamente como o planejado. O senhor Sakurai e o senhor Aiba discutiram. Sei disso porque ouvi as vozes alteradas de ambos pela porta do camarim. Não pude espiar, pois os dois se trancaram lá dentro...

-Então por que deu a entender que falhou?

-Bom... eles ficaram lá cerca de uma hora, mas quando saíram, estavam felizes, sorrindo...

A morena ficou em silêncio por alguns segundos. Então suspirou fundo.

-Que nojo... que nojo... – murmurou.

-Por favor, me dê mais uma chance – a voz do outro lado da linha implorou.

Audrey sorriu.

-Como estou num bom dia, vou dar-lhe uma chance. Mas não falhe dessa vez!

-Um bom dia? – o tom agora era curioso. – Aconteceu algo de bom?

-Encontrei uma pessoa que estava procurando – ela contou. – Dessa vez meu plano para arrancar meu pobre Ninomiya das mãos sujas daquele tal de Satoshi não vai falhar!

A pessoa do outro lado da linha pareceu compreender.

-Já descobriu onde o senhor Nino está?

-Ainda não. E você, ouviu algum boato no estúdio?

-Não. Ninguém sabe onde esconderam o senhor Ninomiya. Alguns dizem que o acidente foi mais sério do que parece, e que ele ainda deve estar na UTI. Dizem também que a JE mente quando fala que ele está em repouso para poder esconder das fãs e dos patrocinadores o fato de que ele está morrendo.

Audrey arrepiou-se.

-Não diga isso nem por brincadeira! – ela gritou. – Nino está bem! Eu sei que está! Aquele tal de Ohno deve estar mantendo-o preso... mas eu irei salvá-lo.

Dizendo isso, a americana desligou o celular. Seu corpo tremeu de medo.

-Eu te amo, Nino – murmurou para si. – Logo estarei com você novamente...

~~~~~000~~~~~~

O gemido audível de Aiba fez Nino voltar-se para o amigo. O loiro estava de pé, em frente a pia, descascando batatas. Já Kazunari se encontrava próximo ao fogão, preparando o jantar.

-Já é a terceira vez que você geme. Está se sentindo bem...? – perguntou ao amigo.

Aiba sorriu.

-Não se preocupe comigo.

Deixando o fogão a terminar o cozimento, Nino aproximou-se da mesa. Sentou-se sobre uma bela cadeira entalhada e apoiou os cotovelos sobre a madeira envernizada do móvel.

-Fiquei aliviado quando Sho-kun veio lhe trazer pra casa hoje. Achei que estivessem brigados – Kazu comentou.

-E estávamos – Aiba murmurou. – Na verdade, nosso relacionamento está passando por um momento difícil...

-É mesmo? Por quê?

-O motivo... – Masaki começou, mas a voz embargada não o permitiu continuar. – Oh, Kazu-chan... eu ainda não estou pronto para falar com vocês sobre isso. É um problema sério, mas você e Oh-chan tem problemas piores, e quero que estejam totalmente focados em resolver o de vocês...

O olhar de Nino suavizou.

-Não entendo porque você sempre pensa na gente em primeiro lugar – Nino o recriminou. – Um problema seu é um problema nosso...

-Sho-kun e eu vamos contar a vocês. Mas não agora – Aiba foi firme. – Vamos mudar de assunto?

Dando os ombros, Nino desistiu.

-Nino-chan – Masaki o chamou. – Problemas nos relacionamentos todos têm.

-Mas – agora – vocês estão bem, né?

-Momentaneamente? Sim. Voltamos hoje de manhã...

Com uma malícia estampada nos olhos, Ninomiya não resistiu à provocação.

-O que quer dizer?

-Bom, Sakurai-san e eu temos um relacionamento há muitos anos... Penso que já devíamos ter caído na rotina... – Aiba riu.

-Mas não foi isso que aconteceu... – Nino completou. – Seus safados! – gargalhou, já entendendo onde aquela história ia chegar.

Abandonando as batatas, Masaki suspirou.

-Mesmo depois de tanto tempo... Sho-kun ainda me surpreende...

Nino acompanhou Aiba no suspiro.

-É tão romântico, né?

-Sim – Masaki concordou. – Apesar dos problemas, essas atitudes impulsivas do Sho-chan me encantam.

Masaki mordeu o lábio inferior, como se estivesse pensando em algo. Nino ficou extremamente interessado quando notou que o loiro enrubescia.

-O que foi? – indagou.

-Nada...

-Ora, não faça isso comigo. Não é meu melhor amigo? Não sou eu o seu? Não me deixe nessa curiosidade!

Cobrindo o rosto com as mãos, totalmente sem jeito, Aiba resolveu relatar:

-Hoje de manhã, o sexo com Sho-kun foi diferente de todas as outras vezes...

Arregalando os olhos, Nino aproximou-se ainda mais de Aiba.

-Como assim?

-Primeiro, partiu dele a atitude de fazer oral...

-Não entendi o “partiu dele”...

-Foi a primeira vez que ele fez em mim – Masaki explicou.

Nino sorriu.

-Sho-kun é o típico “macho alfa”, né?

-Sim. Como é com você e Oh-chan?

Olhando para a porta, e sentindo-se seguro para falar, já que Satoshi estava no banho, Ninomiya também expôs a relação ao melhor amigo.

-Não tive esse problema. Na nossa primeira noite juntos, foi Ohno que fez em mim...

-Oh-chan te idolatra... – Aiba murmurou. – Seu corpo, pra ele, é como um santuário sagrado.

Um sorriso franco despontou nos lábios de Nino.

-Também o idolatro, Aiba-chan...

Compreendendo aquele sorriso de Nino como uma abertura para continuar o assunto, Masaki prosseguiu:

-Porém, depois disso, Sho-kun... – sua voz emudeceu por alguns instantes, mas logo voltou, num sussurro -, me penetrou sem lubrificante.

-Lubrificante?

-Sim... e sem, dói demais...

-Como assim lubrificante?

Aquele olhar espantado de Nino chocou Aiba.

-Você e Ohno-san nunca usaram lubrificante?

-Não, nunca.

Masaki tapou os lábios com as mãos.

-E como você agüenta?

-Dói um pouco, mas não é insuportável...

Assombrado, Masaki não podia acreditar naquelas palavras.

-Já dividi o banheiro com Oh-chan muitas vezes, Nino-chan. Eu sei exatamente o tamanho do...

-Nem comece! – Nino o interrompeu. – Não me diga que você ficou olhando pro membro do meu Oh-chan!

-Você está de piada? Como alguém não repararia num negocio DAQUELE TAMANHO!

Nino bufou por alguns segundos.

-Eu passei o dia todo quase sem conseguir sentar, e olha que Sho-kun tem um normal... eu sinceramente não sei como você sobrevive...

Dando um tabefe de leve nos cabelos de Aiba, Nino riu.

-Eu gosto...

-Que você gosta, eu sei. Vocês passam horas trancados no quarto!

-Não to falando do sexo, baka! O sexo é bom também, mas eu falo de Oh-chan... eu não me importo de sofrer um pouco se é pra ver aquele bochechudo feliz...

-Compreendo perfeitamente – Masaki murmurou. – Mas é injusto que só nós soframos, né?

Por alguns segundos os dois permaneceram em silêncio, como se a meditar sobre aquelas palavras. Subitamente, porém, o silêncio foi quebrado pela voz alegre de Nino:

-Eu acabo de ter uma idéia!

~~~~~000~~~~~~

-Êêêêê? – aquele grito histérico, típico de Sho, aconteceu antes do mesmo se esborrachar no chão.

Era quase meia noite. Horário habitual de ele ir até Masaki. Após todos em sua casa irem repousar, o moreno saía às escondidas, tendo o cuidado de não ser visto por bisbilhoteiros. Masaki, acostumado àquela rotina de sigilo, o aguardava.

Estavam os dois sobre a cama, quando Masaki fez a proposta. A sugestão foi dita no meio de uma preliminar, e fez com que Sho se assustasse tanto, que fosse parar no chão, ao lado da cama.

-Qual é o problema?

-Qual é? Estamos juntos há anos e você nunca propôs algo do tipo! – O moreno reclamou.

-Não vejo nada de errado. Quero fazer amor, mas você me machucou – acusou exatamente porque sabia que aquilo fazia Sakurai se culpar e a atmosfera do assunto pendia, portanto, para o seu lado. – Mas mesmo machucado, ainda quero transar com você!

-Mas... mas... – Sho gaguejou. – A gente pode fazer oral...

-Não quero oral! Quero ser o ativo!

-Mas eu sempre fui o ativo... – Sakurai reclamou de forma infantil.

-O que prova que está mais que na hora da gente se revezar!

Levantando-se do chão, Sho voltou à cama.

-Sei que fui egoísta e bruto com você hoje, mas das outras vezes eu sempre fui cuidadoso. Você não gosta mais?

O coração de Masaki quase pestanejou ao ver Sho falando daquela forma tão doce. Porém, queria continuar no plano de Nino e divertir-se.

-Adoro quando você faz amor comigo – Aiba confirmou. – Mas quero experimentar outra forma.

Teve que segurar o riso ao notar o medo estampado nos olhos de Sakurai.

~~~~~000~~~~~~

-Você ser o ativo? – Ohno perguntou, surpreso.

-É, Oh-chan! O que você acha?

O plano de assustar Ohno estava se tornando uma árdua missão para Ninomiya. Por que Satoshi tinha que ser tão adorável, deitado naquela cama, com os cabelos espetados, e confusão naqueles lindos olhos negros?

-Eu nunca pensei nisso – Ohno foi sincero. – Mas se é sua fantasia...

Colando seu corpo nu ao de Ohno, Nino sorriu.

-Você aceita mesmo?

Ohno já estava ficando excitado com aquela voz doce de Nino. No fundo, ele não queria ser o passivo, pois adorava adentrar no corpo frágil de Kazunari. Mas, se essa era a vontade de Ninomiya, Satoshi estava disposto a qualquer coisa.

-Sim... Mas posso ser o ativo só mais uma vez?

Nino não agüentou. A gargalhada escapou dos seus lábios e ele não se conteve em beijar Ohno na boca.

-Baka! – lambeu os lábios de Ohno. – Eu não quero ser o ativo! – contou. – Só queria ver o que você faria quando eu lhe propusesse.

Já indo pra cima de Nino, e lambendo a curva do pescoço do amante, o Riida indagou:

-Passei no teste?

Sentindo que as mãos de Ohno lhe apertavam o bumbum e pressionavam o quadril contra seu membro pulsante, Nino gemeu:

-Quando você não passa, Oh-chan? Quando você não passa...?

~~~~~000~~~~~~


-E dói? – Sho fez a pergunta pela décima vez.

-Você sabe que dói, Sho-kun...

-Mas dói igual a quando a gente corta um dedo, ou a uma dor de parto?

-E como eu vou saber qual é a dor de um parto?

Sho suspirou.

-Ok! Fale-me qual é a sensação?

-Já lhe disse! É um atrito.

-Mas, o que diabos, é um atrito?

-Você está sendo broxante, Sho-kun!

-Estou com medo, é a minha primeira vez!

-Nem uma virgem adolescente é tão chata!

-Como você sabe? Você já teve...

-Pode parar! – Masaki o interrompeu. – Não vou ficar agüentando seu ciúme na cama! Agora, erga o seu quadril pra mim.

-Mas assim? Sem nenhuma preliminar?

-Não seja tão difícil, Sho-kun!

-Eu nunca fui tão insensível com você! Na nossa primeira vez, a gente ficou no amasso por quase uma hora!

-Essa não é a nossa primeira vez!

-É a minha!

-Vou ser bonzinho, prometo! – Aiba insistiu. – Agora, levante esse belo traseiro para mim...

Sho não resistiu e gargalhou.

-Agora você está parecendo um cafajeste! – disse entre o riso.

-Levante de uma vez!

Sabendo que não teria mais escapatória, Sakurai cumpriu as ordens de Masaki. Fechou os olhos com força e sentiu os dedos finos de Aiba segurando seu bumbum. E então aguardou... E aguardou...

-Eu não devia estar sentindo alguma coisa? – indagou.

Foi então que abriu os olhos. Viu então Masaki com uma das mãos na boca, segurando a risada.

-O que foi?

-Eu te amo, Sho-kun...

Feliz com aquela declaração, Sho perguntou:

-Você insistiu tanto por isso, e agora não vai fazer?

-Não quero nunca mudar o nosso relacionamento, Sho-kun...

-Não quer?

-Não...

-Então por que...

-Só queria saber como você iria reagir – Masaki explicou, interrompendo-o. – Queria saber se você seria egoísta ou não.

-Um teste?

-Isso!

-Sua mente pura jamais pensaria numa coisa dessas – Sakurai irritou-se. – Já sei até de quem foi a idéia... Nino!

-E uma excelente idéia, assuma!

-Uma idéia muito idiota! E se eu não aceitasse? Iríamos brigar...

-Mas você aceitou! –Aiba o interrompeu novamente. – E provou mais que nunca que eu tive sorte e fortuna em escolher você como meu amor...

Parecendo ser tranqüilizado por aquelas palavras, Sho estendeu os braços ao amante, que aceitou a oferta instantaneamente. Os dois abraçaram-se.

-Sou seu amor?

-Sabe que é...

-Nunca esqueça disso, Aiba-chan... Nunca!

-Nunca vou esquecer...

-Somos almas gêmeas...

-Somos diferentes em tudo... mas sim, somos almas gêmeas...

-Somos diferentes em tudo... é por isso que você me completa...

Continua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
MiiHirano95
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1217
Idade : 23
Localização : MOGI DAS CRUZES -SP
Unit Favorita : NEWS
Data de inscrição : 16/03/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 22, 2009 2:42 am

AAA, *-*

Citação :
Somos almas gêmeas...

-Somos diferentes em tudo... mas sim, somos almas gêmeas...

-Somos diferentes em tudo... é por isso que você me completa...
AAA. AMEI *-*


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 22, 2009 3:02 am

Mii

Esses dois foram romanticos a flor da pele^^
Brigada pelo coment. flor
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
yumichan
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1126
Idade : 25
Localização : São Paulo
Unit Favorita : NEWS, Hey!Say!JUMP, KAT-TUN, Arashi, Kanjani8 ...
Data de inscrição : 08/12/2008

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 22, 2009 3:13 am

uahsauhsaus
esse Nino é uma comediaa!
anciosa para o proximo capitulo!!^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 22, 2009 3:22 am

Yumi
Simplesmente amoooo demais esse lado do Nino^^ hehehe
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
Nara
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 2833
Idade : 33
Localização : São Paulo/SP
Emprego/lazer : bióloga
Unit Favorita : NewS, Arashi, Kanjani8, V6
Data de inscrição : 26/05/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 22, 2009 7:51 pm

Nhaaaa qllindos *-------*
hsahshahshas essa proposta do Nino hein
e a conversa dos 2 hsahshahsah
Oh-chan bem dotado rsrs
e as reaçoes do Ohno e do Sho? Ohno aceitou d boa, ms o Sho achei bem engraçado
apesar dele ter aceitado kkkkkk
Aiai c/ esse cap ate me esqci da Melanie, da Audrey msm q elas tenham aparecido haha
só pensei msm nesses momentos dos couples
*suspira*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://micellanews.blogspot.com/
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 22, 2009 8:31 pm

Nara escreveu:
Nhaaaa qllindos *-------*
hsahshahshas essa proposta do Nino hein
e a conversa dos 2 hsahshahsah
Oh-chan bem dotado rsrs
e as reaçoes do Ohno e do Sho? Ohno aceitou d boa, ms o Sho achei bem engraçado
apesar dele ter aceitado kkkkkk
Aiai c/ esse cap ate me esqci da Melanie, da Audrey msm q elas tenham aparecido haha
só pensei msm nesses momentos dos couples
*suspira*

Flor, nao nego que me diverti pra caramba escrevendo esse cap. Sho, segundo a conversa com algumas leitoras, é o legitimo macho alfa que nao gosta nem de pensar em perder a posição, mas ele ter cedido, demonstra o qto ele ama o Aiba
hehehe
Mtooo obrigada pelo coment^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
Moshi
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 908
Idade : 23
Localização : Brasil ~! -q
Unit Favorita : NEWS
Data de inscrição : 28/09/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 22, 2009 8:39 pm

Ah, Josi... comecei a ler ontem XD
é grande, então eu ainda não alcancei...
estou no capítulo 8... e... estou amando *------------*
Parabéns, tá muito perfeita :D


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josiane Veiga
Johnny's senior
Johnny's senior
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 709
Idade : 34
Localização : Ijui/RS
Emprego/lazer : Securitária
Unit Favorita : Arashi
Data de inscrição : 24/04/2009

MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   Dom Nov 22, 2009 9:03 pm

Moshi..que honraaa^^ hehehe
Nossa, fiquei mto feliz e nem tenho palavras pra agradecer^^ espero que a leitura seja totalmente agradavel...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://josianeveiga.livejournal.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [END] - Rendição   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[END] - Rendição
Voltar ao Topo 
Página 10 de 17Ir à página : Anterior  1 ... 6 ... 9, 10, 11 ... 13 ... 17  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Johnnys Brasil :: Off Topic :: Free your mind-
Ir para: